Post Page Advertisement [Top]

CearáSegurança

Com ampliação e cobertura, Capital terá mais de 2.500 câmeras de videomonitoramento até o fim do ano


A quinta maior cidade do Brasil terá mais de 2.500 câmeras de videomonitoramento em funcionamento nos principais bairros da Capital até o fim de 2018. O incremento no aparato de segurança pública foi anunciado pelo governador Camilo Santana, nesta terça-feira (3), em solenidade na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), como parte do projeto “Zoom: cidade + segura”, que vai expandir o sistema de videomonitoramento de Fortaleza. A instalação é gradual e os primeiros equipamentos já começam a operar, a partir de hoje, na AIS 1, que compreendem os bairros Aldeota, Cais do Porto, Meireles, Mucuripe, Praia de Iracema, Varjota e Vicente Pinzon. Até setembro, todas as 10 Áreas Integradas de Segurança (AIS) serão contempladas.

“O objetivo dessas câmeras é monitorar e intimidar ações criminosas na Capital e no Interior do Estado”, disse o governador Camilo Santana. “É uma ferramenta tecnológica na qual estamos investindo fortemente, pra garantir mais segurança à população. O nosso objetivo é prevenir que os crimes aconteçam, que com a presença das câmeras quem tiver a intenção de cometer um ato ilícito pense duas vezes antes de fazer, porque sabe que pode estar sendo monitorado”, completou.

Ao todo, serão 589 novos equipamentos, entre eles os com giro de 360 graus, visão noturna e capacidade de identificar veículos furtados e roubados através da leitura de placas. Com os atuais 1.403 equipamentos, o sistema chegará a 1.992 espalhadas por vias de maior fluxo na cidade, até setembro próximo, apenas em Fortaleza, com a integração das imagens das câmeras do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), da Prefeitura de Fortaleza e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) às da SSPDS. Uma segunda fase prevê ainda a instalação de mais 551 câmeras, alcançando 2.543 dispositivos, até o fim de 2018.

“Hoje temos tecnologias, os chamados analíticos, que são inteligências artificiais que já nos dão mais informações sobre a ocorrência, o que diminui o tempo de decisão do policial de abordar ou não”, frisou o secretário André Costa, ao falar sobre o sistema utilizado pelas câmeras. Segundo o titular da pasta, a tecnologia desobriga o agente de segurança de observar veículo por veículo, e avaliar se se trata de um automóvel roubado. “O sistema já nos dá essas informações automaticamente”, destacou.

Além do aumento de câmeras, as sedes do Batalhão de Polícia Militar de cada uma das dez Áreas Integradas de Segurança da Capital serão equipadas com uma sala de comando e controle e toda a tecnologia disponível para realizar o acompanhamento das imagens e informações geradas pelo sistema de videomonitoramento. As imagens capturadas serão analisadas em tempo real e irão agilizar o atendimento das ocorrências, aliadas ao trabalho dos policiais nas ruas. O material captado pelos novos equipamentos irá permitir ainda a reunião de dados fundamentais para auxiliar no trabalho de investigação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE).

André Costa destacou ainda a criação de um banco de faces, para identificar infratores através da tecnologia. “Estamos testando a montagem de um banco de faces, para que possamos fazer o reconhecimento facial por meio dessas câmeras. Vamos montar um banco de pessoas foragidas e mesmo que não haja o reconhecimento por parte do policial, se essa pessoa for visualizada por uma câmera, ela será reconhecida”, adiantou.

Uma segunda fase da expansão, com mais 551 câmeras, será realizada até o fim do ano, subindo o número de 1.403 para 2.543. Estas câmeras são de projetos diversos, como as torres de vigilância em parceria com a Prefeitura, entre outros. Em 2015, o Governo do Ceará iniciou o projeto de videomonitoramento em Fortaleza com apenas 164 câmeras na SSPDS. Com a chegada do reforço, o número de equipamentos saltará para mais de 15 vezes do número inicial, em três anos. Todas as imagens serão interligadas à Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), em Fortaleza.

O trabalho de integração entre o sistema de segurança do Estado e a tecnologia aplicada ao videomonitoramento têm resultado diariamente na elucidação de roubos e prisões de suspeitos por receptação. Por meio deste trabalho, os sensores do Sistema Policial de Indicativo de Abordagem (Spia), que identifica se um veículo tem restrição de roubo ou furto, aciona um alerta para a Ciops, que passa a monitorar o trajeto do veículo até a realização da abordagem por equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) nas ruas.

Margarida Garcia, que participa do Projeto Saúde, Bombeiro e Sociedade, esteve presente na solenidade na sede da SSPDS. Para ela, as câmeras trazem mais sensação de segurança para os cidadãos. “É mais uma melhoria para a segurança, porque temos a certeza que essas câmeras nos ajudarão caso a gente precise. Além disso, eu confio nos investimentos que vem sendo feito não só em Fortaleza, mas também nas cidades do interior”, destacou.

Ao todo, o investimento para as 589 câmeras de Fortaleza é de R$ 17 milhões anuais, e os das câmeras no Interior é de R$ 20 milhões, totalizando R$ 37 milhões voltados para soluções tecnológicas na área de segurança.

Interior

O serviço de videomonitoramento vem sendo expandido também para 42 municípios da Região Metropolitana de Fortaleza e do Interior do Estado. Serão instaladas mais de 700 câmeras que farão o videomonitoramento em cidades do Interior com população acima de 50 mil habitantes. Até hoje, 25 municípios já contam com o serviço de câmeras em operação, por meio de 420 câmeras nas cidade de Aquiraz, Aracati, Baturité, Beberibe, Brejo Santo, Camocim, Canindé, Cascavel, Caucaia, Crateús, Crato, Eusébio, Granja, Horizonte, Icó, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Morada Nova, Quixeramobim, Pacajus, Pacatuba, Santa Quitéria, São Benedito e Tianguá. Outras 17 cidades acima de 50 mil habitantes ainda receberão os equipamentos. Mais 25 municípios, que têm população a partir de 30 mil habitantes, serão contemplados em uma próxima fase.

O post Com ampliação e cobertura, Capital terá mais de 2.500 câmeras de videomonitoramento até o fim do ano apareceu primeiro em Governo do Estado do Ceará.


Fonte Segurança – Governo do Estado do Ceará https://ift.tt/2KJcEzA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]