Post Page Advertisement [Top]

CearáG1Polícia

Moradores do Bom Jardim, em Fortaleza, relatam medo e 'toque de recolher'

Comunidade teve dois tiroteios em menos de 24 horas; uma criança morreu, dois policiais e duas moradoras ficaram feridos. Uma líder comunitária do Grande Bom Jardim relatou ao G1 que moradores são obrigados a seguir um horário rígido imposto por traficantes da região. Uma espécie de “toque de recolher”, como ela própria diz. Um policial foi ferido em um tiroteio na madrugada de quarta-feira (25). No início da tarde do mesmo dia, uma criança morreu e três pessoas ficaram feridas em outro tiroteio na mesma área. “Moramos em uma área de risco. A insegurança aqui no Bom Jardim é horrível. Não tem como manter uma vida normal. Não há qualquer tipo de segurança. A polícia aqui é inoperante. Temos que ter uma organização boa nos nossos a horários. Sair de casa e retornar no horário certo. Senão corremos o risco de ser vítimas da violência”, relata. A líder comunitária diz conhecer, não de forma íntima, a família da criança morta. Ela conta que muitos moradores estão apreensivos mesmo dentro das residências. “Estamos presos dentro da própria casa. Trabalho em um projeto e muita gente deixou de participar justamente com medo dos bandidos. Eu como liderança comunitária estou buscando outras alternativas para chegar nas pessoas, mas admito que está difícil”, conta, desanimada. “Fica difícil de entender. Acho que alguém de alguma forma ganha com toda essa violência e insegurança. O que nos resta é ajudar uns aos outros”, afirmou. Dois tiroteios Na madrugada de quarta-feira (25) um policial militar participava de uma operação policial contra o tráfico de drogas quando foi atingido no braço. O policial reagiu e efetuou disparos contra os criminosos que fugiram. Ferido, o policial foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Bom Jardim. Um carro usado pelos bandidos foi apreendido. Ainda na quarta-feira, por volta do meio dia, segundo relatos de testemunhas, policiais entraram dentro da casa onde estavam uma criança e outras pessoas atrás de drogas. Após a entrada da polícia na residência, houve uma troca de tiros entre policiais e uma suspeita. Foi neste momento que uma mulher, a avó da criança e a criança foram atingidas. O policial já recebeu alta, mas a suspeita e a avó da criança continuam hospitalizadas. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, duas suspeitas foram presas e uma arma foi apreendida. Elas vão responder por tentativa de homicídio e por homicídio. Protesto contra violência E em protesto contr a morte da criança, um grupo incendiou na noite de quarta-feira pneus e bloqueou ruas no bairro. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi chamada ao local para controlar o fogo, mas foi atacada a pedradas. O vidro do carro quebrou, mas ninguém ficou ferido. Até a manhã desta quinta-feira ninguém foi preso. Criança de 6 anos é morta em troca de tiros entre bandidos e policiais no Bom Jardim
Fonte Globo.com https://ift.tt/2JthmAo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]