Post Page Advertisement [Top]

Polícia

Morte de ex-PM pode ter gerado vingança e prisão de policiais após outro assassinato

Em menos de três meses, sete pessoas foram mortas em Jijoca de Jericoacoara, Município do Litoral Oeste do Ceará (distante 287Km de Fortaleza)  e onde está localizado um dos cartões-postais mais famosos do estado no Brasil e no exterior: a Praia de Jericoacoara.  O tráfico de drogas ali é intenso e a recente morte de um ex-PM de São Paulo pode ser a “chave” que a Polícia terá daqui em diante para investigar o grupo de policiais presos nesta terça-feira após matar um jovem naquela cidade.

Três policiais militares, um ex-PM e um inspetor da Polícia Civil foram presos em flagrante logo após terem executado, a tiros de pistola, um jovem filho de um comerciante, dono de uma padaria, em Jijoca de Jericoacoara. Os cinco homens fugiram da cidade logo após o fato, mas acabaram sendo interceptados e presos pela Polícia Militar na entrada de Acaraú,  Município vizinho.

O que teria motivado a ação dos policiais? Esta é a indagação feita pelas autoridades. Contudo, a suspeita mais forte é de que eles teriam saído de Fortaleza e ido àquela cidade com o objetivo de vingar a morte do ex-PM de São Paulo, Silver Max Cavalcante Lopes. O ex-militar, natural do Maranhão, havia deixado a farda e veio morar no Ceará, escolhendo a cidade de Jijoca de Jericoacoara como seu novo lar.  Se estabeleceu como comerciante e instalou uma fábrica de gelo para abastecer os hotéis, pousada, bares, restaurantes e barracas de praia do Município.

Contudo, no último dia 8, Silver foi executado a tiros na porta de sua fábrica de gelo, em Jijoca. Ele teria sido eliminado por ordem de traficantes já que não aceitava a presença destes em seu comércio. Outra linha de investigação – ainda em andamento – fala de um provável caso passional. Ele teria iniciado um caso amoroso com a ex-mulher de um traficante local e acabou morto.

Policiais presos

Após a morte do ex-PM, ao menos, três pessoas foram assassinadas em Jijoca de Jericoacoara. O primeiro crime ocorreu no dia 16, uma semana depois da morte do ex-PM. O corpo de um homem foi encontrado com marcas de violência. Era João Batista de Freitas, 44.

No último domingo (18), o vendedor Antônio Álvaro de Albuquerque, 22 anos, foi assassinado com vários tiros de pistola quando se encontrava numa barraca de praia em Jeri.

E na tarde desta terça-feira (20), um jovem identificado apenas por Renan foi executado a tiros pelo grupo de policiais, que foram presos em flagrante.

Os cinco policiais detidos em Acaraú, logo após cometerem o crime em Jijoca são os seguintes: Marcondes Nangle Gomes Quirino, inspetor da Polícia Civil lotado na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), órgão responsável pela apuração de assassinatos. O segundo é Leandro César de Mesquita (cabo PM Mesquita), do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas/BPRaio). O terceiro é Francisco Tiago Gomes da Silva, o cabo Thiago, destacado no 15º BPM (Eusébio). O quarto preso é Manoeldo Pereira de Sousa, o Cabo PM Pereira, que está afastado das funções. E o quinto é José Luciano Souza de Queiroz, ex-policial militar.

O post Morte de ex-PM pode ter gerado vingança e prisão de policiais após outro assassinato apareceu primeiro em Ceará News7.


Fonte Polícia – Ceará News7 http://ift.tt/2HTXfuD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]