Mais detalhes sobre o caso do taxista que ajudou em parto dentro de carro




O motorista profissional cearense Erivaldo Maciel diz ter recebido "um presente de Deus" neste Natal. Ele ajudou no parto de uma criança no táxi em que trabalha, na tarde de sábado (2), na capital cearense Após ajudar no nascimento e levar a família até o hospital sem cobrar a corrida, o taxista foi convidado para ser o padrinho do bebê.

"O pai é um homem humilde, que lava os nossos carros [de taxistas] na Beira Mar. Ele chegou desesperado, dizendo que a bolsa da mulher estourou e que o menino estava nascendo", disse em entrevista.
O motorista conta que, quando a mãe entrou no carro, "a cabeça da criança já estava saindo". "Colocamos no carro, deitamos ela e disse 'seja o que Deus quiser'." A criança nasceu saudável e está internado no Hospital César Cals, junto com a mãe. Eles devem deixar a unidade nesta segunda-feira (4).

A mãe chegou a hospital ainda com o cordão umbilical, que foi rompido na unidade hospitalar.

Padrinho da criança

Maciel lembra que o trânsito estava lento no momento, o que gerou preocupação no casal prestes a ter um filho. Mesmo apreensivo, o taxista diz que o parto ocorreu bem, apesar da forma adversa.
Por conta da ajuda, ele foi convidado para ser padrinho da criança. "Vou ser o padrinho da criança e vou acompanhar o crescimento do menino, foi uma honra ver essa criança no meu carro. Foi um presente, eu senti a mão de Deus", diz.

Não bastasse ter ajudado no parto, Erivaldo se engajou na causa da criança. Agora ele pede ajuda a amigos e familiares pela doação de fraldas, alimento e roupa para o bebê.

Informações: G1

Disqus Comentário